Encordoamento híbrido : a combinação ideal | Babolat Site Oficial

O encordoamento híbrido ainda não é muito conhecido, embora seja uma boa solução para otimizar conforto e performance de jogo. Explicações.

O encordoamento é o DNA da Babolat. Por meio dele a marca construiu sua história, sua notoriedade, e isto desde 1875. Hoje, sua expertise e seu tempo no mercado com este produto permitem à Babolat ser indubitavelmente o líder mundial do setor. Ao longo do tempo, a marca soube antecipar as evoluções técnicas e táticas. Com aros cada vez mais eficazes, os jogadores, muitas vezes mais potentes que no passado, procuram soluções para controlar a potência da batida e ao mesmo tempo manter as verdadeiras sensações seja no ataque ou no contra-ataque. O encordoamento que garante essa parceria é indiscutivelmente o híbrido, como explica Lucien Noguès, expert em encordoamento na Babolat: “O encordoamento é 50% do rendimento. É o motor. Quanto melhor este motor estiver regulado, mais eficaz será a parceria com o aro. O híbrido é portanto a solução ideal para obter as melhores regulagens. Ele garante sensações únicas, sensações geralmente preferidas no alto nível”Os números confirmam sua análise, pois 45% dos jogadores do top 20 e 65% das jogadoras já escolheram esta “fórmula mágica”“Eu não diria mágica, mas é evidente que o híbrido oferece múltiplas combinações. Podemos misturar os diferentes tipos de cordas (multifilamento, monofilamento de poliéster, tripa natural). Além disso, e não menos importante, isso implica necessariamente um encordoamento com quatro nós. O que permite uma melhor manutenção de tensão. Dependendo do tipo de jogo, pode-se aperfeiçoar ainda mais ajustando espessuras, tensões, cordas verticais e horizontais. Uma vez encontrada a boa combinação, sabe-se que a parceria aro-encordoamento estará otimizada… Isto resulta logicamente num conforto de jogo e sobretudo não gera dúvidas sobre o rendimento de seu material”.

No entanto, o grande passo para o híbrido ainda não se tornou uma normalidade, apesar de muitas vezes ser a solução para vários problemas no jogo: “O híbrido convém a todos os estilos de jogo. É a melhor maneira de encontrar com precisão o encordoamento mais adaptado, mais aperfeiçoado, para que a prática seja otimizada. Na Babolat, faz tempo que insistimos nisso, pois somos os únicos a propor uma tripa natural de qualidade inigualável. É uma expertise que a Babolat domina há mais de 140 anos e equipa os melhores jogadores com esta tecnologia”, comenta François-Xavier Quesse, Gerente de Produto Global.

“O híbrido é a escolha da performance para todos os estilos de jogo”

Para incentivar seus distribuidores a aconselhar cada vez mais este método, a Babolat oferece combinações híbridas já em pacotes. “Foi o americano André Agassi que tornou o híbrido popular nos anos 90. Não é de se espantar, considerando seu jogo de muita potência. Na sequência, o híbrido democratizou-se principalmente com a associação da tripa natural com o poliéster, que é a combinação mais utilizada.” É claro que a escolha do híbrido envolve mais o jogador, que deve ser mais explícito em suas expectativas e seu estilo de jogo, mas também o encordoador, cujo papel de preparador como um mecânico de Fórmula 1 se torna ainda mais importante: “O híbrido é uma escolha mais de cooperação. O diálogo com o encordoador deve ir mais no detalhe, e é nesse momento que o papel do expert da loja é importante, tanto na escolha da matéria e das espessuras e, é claro, da tensão”, comenta ainda François-Xavier Quesse.

“A tripa natural é um encordoamento de sensações inigualáveis”

 

Uma última vantagem, mas não menos importante, é que o híbrido permite experimentar e viver a sensação inigualável da tripa natural, que é o encordoamento mais eficaz, potente e agradável da história do tênis. “Babolat é o fabricante mais antigo desse tipo de corda, que acompanhou o desenvolvimento do tênis. Nosso know-how é sem igual. E ainda por cima é Made in France”. Made in France mas exportada para todo o planeta, fazendo sucesso em todos os torneios do mundo. “Não podemos dar maiores detalhes, mas há vários grandes jogadores do Top 10 que utilizam nossa VS, e mesmo não podendo fazer uma verdadeira publicidade sobre isso, nos dá grande orgulho.” Há também o aspecto de que se um jogador do Top 10 jogasse apenas com tripa natural, ele teria com certeza muitas sensações, mas a elasticidade dela não permitiria um verdadeiro controle. Sua bola sairia muito rápido de sua raquete. O híbrido permite adicionar as qualidades das duas cordas. Eu diria que os dois tipos de cordas se falam entre si, elas conversam. No fim, conseguimos encontrar o melhor equilíbrio possível.