Ateliers de cordages

Living heritage

Babolat é antes de mais a história de uma família cuja ligação ao desporto começou em 1875, coincidindo com o nascimento do ténis e do badminton. A marca de Lyon nasceu e construiu a sua reputação usando uma matéria-prima, a tripa natural, com que se produziu as primeiras cordas de raquete. Tornou-se depois líder em equipamento para os apaixonados pelos desportos de raquete: armações, cordas, sapatos, vestuário, bolas, grips, acessórios e sacos específicos; bem como no equipamento técnico profissional para a preparação de raquetes. 
Com tradição de inovação, ao serviço dos jogadores e do jogo, a marca é levada ao mais alto nível por campeões nas competições mais prestigiadas de badminton, ténis e padel.

1875

Babolat entra em campo

Especializada na transformação de tripa natural (invólucros de charcutaria, fios cirúrgicos, cordas harmónicas de música, para tiro com arco), a empresa Babolat & Monnier, gerida por Pierre Babolat, inventa, um ano após o estabelecimento das regras do ténis por Walter Clopton Wingfield, as primeiras cordas para raquetes, feitas de tripa natural, algum tempo depois surgiram as cordas de badminton.

Babolat tornou-se assim a primeira empresa especializada em desportos de raquete. Foi o início da aventura no desporto... 

Albert Babolat

1925

Babolat VS, um golpe vencedor

Depois de usar tripas de ovelha e vaca, a Babolat esforça-se para encontrar uma alternativa duradoura para responder às exigências (tensão mais forte, corda mais fina) dos primeiros campeões de ténis. Em 1925, Albert, que sucedeu ao pai, criou a referência VS. Uma corda natural e revolucionária, tornada célebre pelos mosqueteiros franceses do ténis (Jean Borotra, Jacques Brugnon, René Lacoste e Henri Cochet) e Suzanne Lenglen. Quase 100 anos depois, VS é uma referência mundial: mais de 100 Grand Slam foram conquistados por campeões que fizeram coração das tripas Babolat VS.

Cordage Babolat VS

1950's

O mundo como terreno de jogo

O desenvolvimento do ténis é de tal ordem que torna-se um verdadeiro fenómeno global. Consciente da importância de estar presente em todos os lugares onde se joga ténis, Paul Babolat estrutura a rede internacional para a distribuição dos produtos da marca. O efeito é imediato e Babolat é rapidamente conhecida dos jogadores de todo o mundo: Argentina, Alemanha, Itália, EUA, Escandinávia, Europa de Leste, Austrália, Japão...

Carte monde

1955

Vantagem Babolat

Testemunha privilegiada da evolução do ténis e para completar a sua oferta, Paul Babolat continua a inovar para fornecer aos jogadores um equipamento cada vez mais adequado e acessível. Ele cria a Elascord, a primeira corda sintética (nylon) da marca.

Cordes synthétique

1960's

O ponto de desempate

A década de 1960 foi um ponto de viragem na história da Babolat, que desenvolveu uma linha completa de acessórios para equipar as armações de raquete: grips de couro ou sintéticos para o cabo, verniz Babol, projetado para proteger as cordas de tripa. O sucesso é tal que um novo verbo aparece na linguagem dos desportistas: «Babolizar». As raquetes de madeira deviam então ser mantidas sob pressão depois de se ter “babolizado” as cordas de tripa

Accessoires Babolat VS

1980's

Borg, o ídolo de uma era de ouro do ténis mundial

Björn Borg, graças às suas 100 vitórias, incluindo 11 Grand Slam, com as cordas VS, abre uma montra de sonho onde se lhe vai juntar toda uma geração de jogadores como Arthur Ashe, Martina Navratilova, Jimmy Connors, John Newcombe... O campeão sueco recebe, por isso, uma merecida VS de ouro das mãos de Paul Babolat. É neste momento que a assinatura da marca nas cordas evolui: uma linha dupla é doravante visível na parte de baixo do encordoamento das raquetes para significar que qualquer que seja a marca da armação, está equipada com cordas Babolat.

Borg playing

1981 - 1982

Babolat muscula o seu jogo

As inovações sucedem-se no início dos anos 80. Após o lançamento da primeira máquina de encordoamento elétrica, chamada Cordynel, a marca apresenta o Elastocross, um acessório que permite prolongar a vida útil das cordas, facilitando o reposicionamento das mesmas. A criação da “Equipa de Competição”, uma equipa de preparadores de raquetes excecionais que auxiliam jogadores e jogadoras profissionais em torneios ao redor do mundo, garante um serviço à altura das exigências dos circuitos do badminton, do ténis e até mesmo do squash. Jahangir Kahn domina assim o squash mundial com a sua corda VS.

Machines à corder

1983

Noah, vitória francesa em Roland Garros

Yannick Noah vence Roland-Garros contra Mats Wilander, ambos com as suas cordas VS. Yannick torna-se um ícone em França e no mundo inteiro. O sucesso resultante é estrondoso.

Yannick Noah Rolland Garros

1992

Mais uma jogada à frente

Competitiva e inovadora, a empresa familiar, cuja gestão Pierre Babolat assumiu um ano antes, alarga um pouco mais a sua marca no mercado mundial, lançando cordas sintéticas multifilamentos (VX, le muscle). Um produto de gama alta, durável e de alto desempenho, que conquista a adesão dos jogadores.


Uma nova vitória

Babolat inova criando o RDC (Racket Diagnostic Center). Uma ferramenta profissional que permite um diagnóstico perfeito de raquete e cordas em menos de dois minutos. No mesmo ano, o badminton tornou-se um desporto olímpico nos Jogos de Barcelona. Para a ocasião, vários atletas de badminton e ténis jogam com as cordas VS da Babolat.

Machine à corder

1994

O ponto de viragem da partida

1994 representa um ponto de viragem na história da marca. Depois de mais de um século dedicada ao mundo das cordas e aos acessórios para raquetes, a Babolat lança a sua primeira gama de armações para ténis. Com a criação de uma gama completa, com a Pure Drive, Pierre Babolat inventa uma raquete extraordinária, sinónimo de um novo estilo de jogo em todo o mundo. Inicialmente lançadas em França, são rapidamente comercializadas em Espanha (1995), Itália (1996), Áustria (1997) e Alemanha (1998), antes de cobrir o mercado mundial, com o Japão em 1999 e os Estados Unidos em 2000. Desde então, a Pure Drive tornou-se icónica e a raquete mais vendida do mundo.

Pure Drive 1994

1995

Badminton, outro campo de jogo

Como para o ténis, a Babolat lança as suas primeiras armações de raquetes de badminton. Com uma oferta adaptada tanto a jogadores amadores como a profissionais e uma gama para crianças e escolas, o sucesso é grande e a marca torna-se uma das líderes no mercado europeu.

Badminton racquet

1998

O primeiro Grand Slam com uma raquete

Equipado com a sua raquete azul, uma Pure Drive, Carlos Moya domina a temporada em terra batida com vitórias no Mónaco, Roma e, especialmente, em Roland-Garros. O espanhol proporciona o primeiro título do Grand Slam a uma raquete Babolat. Ele tornar-se-á o número um mundial em março de 1999. Os dois vencedores juniores, Fernando Gonzalez (CHI) e Kim Clijsters (BEL), também estão equipados com raquetes Babolat e serão também eles campeões reconhecidos pelo grande público. Depois de mais de 100 Grand Slam em cordas, as vitórias das armações da Babolat marcam o início de uma nova era para a marca.

Moya Grand Chelem

2000

No Padel, jogamos em dupla

Sempre à procura de novas tendências em desportos de raquete, a Babolat vê chegar de Espanha, da América Central e do Sul, um primo desportivo do ténis: o Padel. A marca cria a sua primeira raquete para acrescentar aos acessórios já existentes e acompanha o crescimento do desporto.
Ao mesmo tempo, para o badminton e o ténis, é concebida Sensor, uma nova gama de máquinas de encordoamento ultra-precisas.

Raquette Padel Babolat

2001

A pequena bola amarela

A competência da Babolat é mais uma vez afirmada em 2001, data de lançamento das bolas de ténis da marca. Um novo passo importante no envolvimento com os desportistas nos clubes e em torneios por todo o mundo.

Balle de tennis

2003

Jogo de pernas

Em parceria com a famosa marca francesa Michelin, especialista mundial na ligação ao solo, a Babolat lança, sob a liderança de Éric Babolat, os seus primeiros sapatos de ténis. A associação dos dois especialistas, peritos nos seus respetivos domínios, oferece uma inegável garantia de qualidade técnica aos produtos. A primeira gama de vestuário Babolat nasce para equipar os amadores em campos de clube. Babolat propões agora o conjunto do equipamento aos jogadores de badminton, ténis e padel.

Ao mesmo tempo que nos sapatos e vestuário, a Babolat continua a inovar em armações para ténis com a apresentação da raquete com aerodinâmica adaptada ao jogo moderno: a Babolat Aeropro Drive. Andy Roddick (EUA) e Kim Clijsters (BEL) são números um mundiais ATP e WTA com as suas raquetes Babolat Pure Drive, uma estreia na história do ténis para uma marca.

Chaussure Babolat all court

2005

Nadal, surge um campeão extraordinário

O jovem espanhol Rafael Nadal joga com uma armação e corda Babolat desde os 9 anos de idade. Rafa, com apenas 19 anos, ganha o seu primeiro título de Grand Slam no Open de França em Roland Garros, com a raquete Babolat Aeropro Drive, especialmente projetada para favorecer o seu lift extremo.

Andy Roddick, o tenista americano número um, escolhe os sapatos Babolat Propulse, além da sua raquete Pure Drive e da sua corda híbrida Pro Hurricane Tour & VS, com as quais detém o recorde de velocidade no serviço: 249 km/h !

Nadal victory

2009

A dupla com a Michelin

Graças ao desempenho dos sapatos de ténis, a Babolat lança, em parceria com a Michelin, uma gama de sapatos dedicados ao badminton.

Chaussures Babolat Michelin

2010

Inovação e vitórias no Ténis

À medida que a nova corda para raquetes de ténis RPM Blast chega aos clubes de todo o mundo, os jogadores do Team Pro Babolat fazem a marca brilhar em competições internacionais: Rafa Nadal (ESP) e Francesca Schiavone (ITA) vencem o Open de França em Roland Garros, o maiorquino ganha igualmente o Open dos EUA, imitado pela belga Kim Clijsters no seu regresso à competição. As inovações em armações e cordas da Babolat triunfam ao mais alto nível.

Nadal playing

2011

2 marcas francesas e internacionais do ténis: Roland-Garros e Babolat

2 marcas estimadas pelos apaixonados pelo ténis em todo o mundo associam-se para proporcionar uma experiência única. Desde logo com armações, cordas, bolas, acessórios e sacos nas cores da Babolat e Roland-Garros, disponíveis nos 15.000 pontos de venda e 20.000 clubes parceiros, e, também, com o Babolab, que permite preparar e ajustar raquetes e cordas para todos os participantes no torneio - quase 5.000 raquetes serão preparadas para cada edição em tempo recorde por vinte técnicos presentes no local.

Babolat & Roland Garros

2012

As regras do jogo estão a mudar

Para progredir e adaptar o seu material em desportos onde o equipamento contribui fortemente para o desempenho, a Babolat liga os jogadores ao jogo com uma raquete e pulseira especializadas. Babolat Play permite saber mais sobre o seu jogo: velocidade, tipo de golpe, centralização, efeito, em cada partida ou treino, comparando ao seu histórico e a outros jogadores, incluindo os melhores profissionais. Cada jogador pode medir o seu progresso e partilhá-lo com o seu treinador, os seus amigos e refazer a partida. Tudo o que tem de fazer é acender a sua raquete !

Raquettes connectée play

2013

2 marcas escrevem a história do ténis desde a origem

1875 Babolat inventa a corda de ténis no nascimento do desporto. 1877 o primeiro Campeonato tem lugar em Wimbledon. Com tradição de inovação, Wimbledon e Babolat procuram proporcionar o melhor aos apaixonados pelo ténis em todo o mundo e durante todo o ano. Os dois nomes mais antigos do ténis, sendo certo que se apoiam na sua história, estão resolutamente virados para o futuro: das raízes às asas !

Wimbledon e Babolat proporcionam uma experiência única através de armações, cordas, sapatos e preparação de raquetes. Ao mesmo tempo, Babolat melhora a corda em tripa natural com a tecnologia BT7 e lança a VS preta.

Babolat Wimbledon

2014

A raquete de ténis Babolat Pure Strike entra em cena

Babolat lança a sua nova raquete, a Pure Strike. Design inovador, maior capacidade de resposta, potência, controlo e precisão aumentada para jogadores de ataque virados para a frente. Ela estabelece-se rapidamente como o terceiro pilar de raquetes da marca, com a Pure Drive (potência e versatilidade) e a Pure Aero (potência e rotação).

Pure strike 2014

2017

Rafa, o extraterrestre

Armado com a sua famosa Babolat Pure Aero com encordoamento em Babolat RPM Blast, Rafa Nadal consegue o feito extraordinário de vencer Roland Garros pela décima vez! O espanhol torna-se o primeiro jogador da era Open a ganhar dez vezes o mesmo título de Grand Slam. Para assinalar o acontecimento, a Babolat lança uma raquete única de edição limitada, a Pure Aero Decima.

Rafa the legend

2019

Grand cru para a equipa Babolat

Nova conquista extraordinária de Rafa Nadal em Roland-Garros, um 12º título e um 19º Grand Slam. No Padel, brilha outro espanhol. Trata-se de Juan Lèbron, que se torna o número um do mundo com a sua raquete Viper Carbon, os seus sapatos Jet Premura e o seu equipamento Babolat.
Babolat termina 2019 com dois números um mundiais em dois desportos diferentes. Outra estreia !

Champions Tennis Padel