Conselhos e informações exclusivos para os especialistas em esportes de raquete

PT chevron bas

RAQUETES 24.05.2018

Personalização dos aros – inovar e performar.

Para conseguir jogar a um nível ideal, os campeões precisam de uma raquete ajustada com milimétrica e gramatura exatas. Por isso, Babolat criou há muito tempo um serviço dedicado à preparação dos aros para permitir a seus campeões utilizar um material “customizado” correspondendo a suas expectativas.

“Como um piloto de Fórmula 1, cuja equipe de técnicos aguarda os resultados analíticos após um giro de ensaio, com o intento de melhorar seus desempenhos, nosso serviço deve responder às expectativas dos jogadores de nossa team desejando raquetes eficazes, estritamente idênticas ao longo de toda a estação”, eis como Sylvain Triquigneaux, responsável do serviço Performance Lab na Babolat, resume o trabalho de sua equipe, a qual todos os anos prepara entre 40 a 60 raquetes, ou seja mais de 3 000 raquetes por ano.

“Com efeito, nossa atividade assume duas partes bem distintas, a que consiste em entregar, ao longo do ano, raquetes com as especificidades pedidas pelo jogador, e a outra parte que nos leva a aconselhar o jogador, trabalhando com ele certos parâmetros de seu material como o encordoamento, o equilíbrio, o manuseio e os momentos de inércia de sua raquete para acompanhá-lo na evolução de seu modo de jogar”. “

A primeira missão é realizada em um timing bastante curto, 20 a 90 minutos por aro, percebe-se facilmente que a segunda pode levar mais tempo: “Quando dispõe das especificações de um aro, um preparador está habituado a realizar sua missão. Por exemplo, tomemos o caso de Rafael Nadal, agora conhecemos com exatidão os eixos que devem ser ajustados para poder enviar-lhe, de cada vez, um lote de 8 raquetes idênticas prontas a competir. Em contrapartida, quando se trata de encontrar uma nova solução exigindo a utilização de um novo encordoamento ou o ajuste de um ou vários parâmetros influindo no desempenho do aro, então, nesse caso, nossa missão já não é a mesma” explica Sylvain Triquigneaux.

Mas, voltemos primeiro a essa primeira missão de preparação que continua sendo o cerne do trabalho da equipe de Sylvain, composta por dois preparadores: “Preparar uma raquete é um trabalho de especialista. Que consiste em encontrar um bom equilíbrio no ajuste de vários parâmetros interdependentes influindo no desempenho da raquete e, portanto, na performance do jogador (peso, equilíbrio e momentos de inércia)”.

Dadas as tolerâncias industriais, as raquetes podem sair da fábrica com ligeiras diferenças em suas características. O papel do preparador é não só de compensar essas diferenças, mas também, e sobretudo, personalizar essas especificações para satisfazer as expectativas do jogador em termos de potência, precisão, maneabilidade.

A gramatura exata

A preparação de uma raquete se realiza adicionando massas. Assim, é possível colar lastros adesivos em vários pontos do aro e/ou injetar silicone no interior da empunhadura. Uma parte do know-how dos preparadores consiste em identificar os lugares onde colocar essas massas para obter os ajustes desejados, sabendo que cada raquete é, em princípio, ligeiramente diferente. Trata-se, portanto, de um trabalho minucioso, até porque os jogadores profissionais são sensíveis a pequenas diferenças! É por isso que com o auxílio de aparelhos de medida, desenvolvidos especificamente, os preparadores medem com precisão de gramas.

“Insisto também que o ajuste da ergonomia da empunhadura é primordial. E isso depende das sensações buscadas pelos jogadores e do modo como eles pegam a raquete. Sua forma é, portanto, desenvolvida com o jogador para que a adaptação a sua mão seja perfeita” comenta ainda Sylvain Triquigneaux.

Como dizem muitas vezes os jogadores, a raquete é o prolongamento de sua mão. Quando os hábitos estão bem arraigados é difícil mudá-los. Porém, acontece frequentemente que a equipe de Sylvain seja chamada para intervir no campo a fim de fazer evoluir as coisas. “O desempenho de um jogador é o segredo de seu êxito. Mediante observação, escutando e compreendendo suas expectativas, alvejamos propor ao jogador meios de evoluir seu desempenho por intermédio de produtos e de ajustes adequados, associados a suas expectativas. Este tipo de acompanhamento faz parte integrante de nossa missão. “

Acompanhar os campeões

Há cerca de dois anos, trabalhamos regularmente com o jogador “esperança” canadiano, Félix Auger-Aliassime, para acompanhar a evolução de seu jogo e de seu calibre. Paralelamente a suas evoluções físicas, técnicas e táticas, nosso papel é de acompanhá-lo lhe propondo evoluções relativamente a seu material, para satisfazer incessantemente suas expectativas em termos de sensação e de desempenho. Nessas situações, é um verdadeiro diálogo que se instaura entre o jogador, seu treinador e nossa equipe, através de um trabalho imediato. Isso nos permite, portanto, ajustar em direto o equipamento, e confrontar esses ajustes com a realidade no campo. “É como se estivéssemos ajustando um carro imediatamente antes de ele partir para um grande prêmio. É muito empolgante, sobretudo quando as sensações e os resultados do jogador se notam! “

Sensações mais agradáveis e melhor performance, o serviço de preparação de raquetes ajuda, tranquiliza e fornece os jogadores em tempo recorde quando ocorre um acidente como a quebra durante o trânsito intenso entre dois aviões.
“Enviar um lote de raquetes preparadas para os quatro cantos do mundo, em tempo recorde, também faz parte de nossas missões” analisa ainda Sylvain.

Apesar do serviço de preparação do Perf Lab Babolat ser reservado aos jogadores sazonais da team, a marca francesa vai mais além, sendo parceira do torneio de Roland-Garros. Nesse torneio, ela propõe o serviço de personalização a todos os campeões presentes na Porte d’Auteil. Sua missão ultrapassa assim a mera função de encordoador oficial, a equipe do Perf Lab oferecendo um serviço, único em seu gênero, centrado no desempenho, e propiciando um valor técnico adicional aos campões.

Mais artigos